Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Luxuria Baby!

Luxuria Baby!

13/06/17

Transtorno de personalidade

Existem muitas pessoas no mundo e embora as relações sociais sejam uma realidade inerente ao ser humano como mostra o fato de que as pessoas vivem em sociedade, cada ser humano convive com seus próprios limites de acordo com seu modo de ser, personalidade e caráter. Há pessoas que sofrem especialmente ao relacionar-se em grupo, não se sentem cômodas perante o público. Este é o caso, por exemplo, das pessoas que sofrem de transtorno de personalidade antissocial.

 Deste modo, essas pessoas têm sérias dificuldades para adaptar-se à convivência em sociedade e se consideram vítimas de um sistema injusto que querem escapar através de sua própria vontade levando ao limite o conceito de liberdade. Apesar das pesquisas realizadas neste campo, ainda não se conhecem as causas concretas de que podem derivar esta patologia, no entanto, existem fatores que podem influenciar. Por exemplo, quando uma pessoa é vítima de maltrato infantil. Trata-se de um problema que atinge uma porcentagem mais elevada em homens do que em mulheres.

Quais são as características de uma pessoa que sofre de transtorno de personalidade antissocial? São pessoas que tendem em mostrar uma forte rebeldia especialmente diante da lei. Elas também podem manipular os outros através de técnicas como a mentira e a deformação da realidade. Além disso, são pessoas que agem além dos seus limites e têm dificuldades para experimentar um sentimento claro de culpa, deste modo, não se tornam responsáveis completamente pela consequência dos seus atos.

Do ponto de vista do caráter, são pessoas que podem apresentar episódios frequentes de arrogância e se mostram na defensiva. Com esta soberba, esperam que outros tenham um vínculo de submissão e obediência cega. Tendem a valorizar seus próprios direitos e a menosprezar os direitos dos outros. Deste modo, se posicionam de forma desigual nas relações pessoais. Estabelecem uma relação instrumental como os demais, ou seja, realizam uma ação pensando se vão conseguir alcançar seus interesses, buscam sua própria individualidade levada ao extremo.
Elas têm dificuldades em praticar certas habilidades sociais tão importantes como a empatia, ou seja, não podem colocar-se na pele do outro com naturalidade.

13/06/17

Conceito de Zoofilia

Existem certas atitudes humanas que parecem ir contra a própria essência pessoal. Assim ocorre no caso da zoofilia, por exemplo, um ato que pode parecer uma simples bobagem, mas não é. A zoofilia mostra a atração sexual de uma pessoa por animais. Mostra o desejo de uma pessoa em experimentar um ser diferente de sua espécie. No entanto, ela é uma vulneração dos direitos dos animais e uma falta de respeito para com eles. Por outro lado, trata-se de um sentimento que vai contra a própria essência do ser humano. O conceito zoofilia veio substituir o termo bestialidade utilizado em outros tempos desde sua origem.

As pessoas que sentem atração física por animais são rotuladas como zoófilas. Trata-se de uma relação que parte de uma condição de desigualdade, uma vez que o ser humano é consciente e responsável por seus atos, entretanto, o animal não tem qualidades humanas como a vontade e a inteligência. Vale destacar que embora seja pouco comum, em certas ocasiões, os animais podem ter relações sexuais com animais de outra espécie.

Vale ressaltar que a zoofilia também é pouco comum para o ser humano. Mas quais são as causas da zoofilia? Uma das principais causas é o sentimento de solidão profunda, o fato de sentir-se isolado por um bom tempo. As pessoas que realizam esse tipo de ato têm um objetivo bem claro: não ser descobertas por seu entorno para não sofrer preconceito social e moral. Trata-se de uma atividade que vive em absoluto sigilo podendo inclusive ser contraditória, onde a pessoa é toda moralista, mas diz uma coisa e faz outra.
É importante enfatizar que a zoofilia é uma forma de parafilia (perversão sexual). A zoofilia é uma prática que pode causar sérios riscos à saúde. Trata-se de uma prática vai contra o convencionalismo social e do senso comum. Portanto, a zoofilia aborda uma profunda reflexão filosófica e psicológica, como também ética em relação aquilo que é certo e ao que é errado.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.